PUBLICIDADE

Deputado pede a MP que suspenda festa com Harmonia do Samba paga pela prefeitura de Riachão


Em nota enviada ao Ministério Público, o deputado Alex da Piatã (PSD), solicitou a promotoria a intervenção pelo cancelamento da inauguração de uma praça na cidade de Riachão do Jacuípe que contará com show da banda Harmonia do Samba. O valor a ser pago com dinheiro dos cofres municipais pode chegar a R$ 80 mil. 
No texto do ofício, o pessedista afirma soar estranho o Poder Executivo contratar a banda como atração de peso, visto o período turbulento das finanças municipais. “Só do Poder Executivo, por exemplo, em torno de 80 pessoas (algo em torno de 10% da totalidade dos funcionários!) foram demitidas sob a necessidade de rigidez econômica que vive o poder local. É um número considerável para uma cidade desse porte”, apontou.

“Não se pode dizer, entretanto, que Riachão do Jacuípe é um município diferente da grande maioria dos municípios brasileiros, que vive os percalços da grave crise econômica instaurada nacionalmente, inclusive com a diminuição dos repasses dos fundos de arrecadação”, completou.

Alex também rememorou um momento de negociação com a prefeita Tânia Matos (PDT) para obra de abastecimento de água em Queimada do Cedro, cuja despesa deveriam ser custeada pela prefeitura local e não foi realizada com argumento de falta de recurso.

“Como pode o Poder Executivo Municipal negar a efetivação de um direito fundamental que mataria a sede de seu povo? Como é razoável negar dignidade às pessoas? Como se pode dizer moral e ético que, sem dinheiro, realize um grande show com uma banda de tamanho peso e de grande cachê tendo negado a feitura de uma obra de tamanha importância para a dignidade de seus munícipes?”, questionou o deputado.

Em resposta a ação do deputado a prefeitura divulgou a seguinte nota:

A Prefeitura Municipal de Riachão do Jacuípe torna pública nota de esclarecimento acerca da matéria veiculada em meios de comunicação do Deputado Alex da Piatã, onde o mesmo, de forma leviana, acusa a Gestora Municipal de realizar inauguração com festividade sob argumentação de que o município se encontra em crise financeira, em razão de exonerações ocorridas após as eleições e de não ter cedido uma máquina para execução de uma obra de rede de água, e por esta razão solicita providências do Ministério Público. 

Embora votado no município, o deputado não se ateve que as exonerações mencionadas foram em decorrência de cargos (comissionados) de setores, onde a desocupação não prejudicava o funcionamento dos serviços básicos, serviços estes que estão sendo prestados interruptamente pelo município, inclusive fato inédito na história da política jacuipense, especialmente quando, em final de Governo, estes serviços são paralisados. 

Desconhece o Deputado aqui votado, de que os servidores públicos não possuem um dia sequer de atraso, muito menos os prestadores de serviços. Afinal de contas, desarruada sua afirmação na medida em que não se faz festa sem recurso para pagar, logo o artista não sobe no palco. Além do mais, o serviço de água informado não é no município de Riachão do Jacuípe, mais sim de Conceição do Coité. 

As medidas adotas na Gestão da Prefeita Tânia Matos buscaram equacionar as finanças públicas frente à crise econômica, de modo que possibilitam a realização da festa no dia de amanhã.
Vale destacar ainda, que há poucas semanas, o Ministério Público Estadual solicitou certidão ou declaração das concessionárias de serviço público onde comprovasse a adimplência do município. Diferente do quando encontrado em 2013, pudemos provar o pagamento tanto dos débitos encontrados, como do débito corrente, não havendo qualquer dívida. 

Portanto, as medias adotadas só reforçam a responsabilidade com as finanças públicas e estas resultaram na possibilidade de realização de um evento deste porte com dinheiro em caixa para pagamento sem qualquer prejuízo na execução dos serviços. 

“Economizamos para possibilitar isso a nosso povo. É um sonho inaugurar esta praça e vamos inaugurá-la com festa. Estamos entregando diversas obras até dia 31. Infelizmente o deputado votado no nosso município tem desconhecimento do quanto estamos realizando, principalmente em manter todos os serviços para a população. Até a praça ornamentamos, muito diferente de final de outros governos. Trabalhamos para o nosso povo e vamos realizar a festa para o nosso povo. O Deputado precisa conhecer mais o município que é votado” declarou a Prefeita.

Fonte : Calila Notícias

Deputado pede a MP que suspenda festa com Harmonia do Samba paga pela prefeitura de Riachão Deputado pede a MP que suspenda festa com Harmonia do Samba paga pela prefeitura de Riachão Reviewed by VR14 on 00:54 Rating: 5

Destaque

Muita tradição e fé na Semana Santa em Mairi