PUBLICIDADE



Centrais farão atos contra reformas de Temer e por reajustes de servidores

Tradicionais, os atos de centrais sindicais e movimentos sociais ganharão palco novamente na Lavagem do Senhor nesta quinta-feira (12), em Salvador.

De acordo com o presidente da Central Única dos Trabalhadores na Bahia (CUT-BA), Cedro Silva, o protesto vai reunir as entidades em uma manifestação contra as reformas da Previdência e Trabalhista propostas pelo governo federal e também questões dos cenários estadual e municipal. O lema do ato promovido pela CUT será “Muda, Brasil” e, entre as reivindicações da central sindical, está o reajuste de servidores municipais e mais investimentos da prefeitura de Salvador na área da saúde.

“Vamos levar para as ruas o protesto contra a reforma Trabalhista, Previdenciária, a saída da Petrobras da Bahia. Estão vendendo os campos terrestres, a refinaria Landulfo Alves, com isso o estado da Bahia perde mais de R$ 20 bilhões anuais de receita do ICMS. O governador precisa tomar providências”, afirmou Silva em entrevista ao Bahia Notícias.
 Os manifestantes também pedirão eleições diretas no país. “A gente acredita que não estamos vivendo um regime democrático. O presidente não foi eleito pelo voto. Ele está desmanchando a Constituição brasileira. Está acabando com investimentos no social, com medidas que diminuem a cada dia mais investimentos em Educação e Saúde. Isso é um crime”, criticou.

O presidente da entidade afirmou também “não ver problema” em se juntar a partidos de oposição nos atos, apesar de não haver previsão. “As pautas são as mesmas. O mesmo interesse que eles têm na legalidade democrática, por mais investimento no social e contra tantas privatizações nós temos”, defendeu.

Já a presidente da Federação do Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (Fetrab), Marinalva Nunes, que também participará do protesto unificado, discorda da aglutinação a partidos políticos. “Nada disso. Nosso bloco são os sindicatos, a federação e centrais”, refutou. Na pauta de reivindicações da entidade, semelhante à da CUT, está à campanha salarial dos servidores do estado.

 “Nós não tivemos reajustes no ano passado e não tem previsão de reajuste este ano. Queremos chamar atenção para isso”, disse Marinalva.

Fonte: Bahia Notícias 
Centrais farão atos contra reformas de Temer e por reajustes de servidores Centrais farão atos contra reformas de Temer e por reajustes de servidores Reviewed by VR14 on 09:29 Rating: 5

Destaque

Muita tradição e fé na Semana Santa em Mairi