PUBLICIDADE

Coluna - HIPOCRISIA virou a HIPOCRISE brasileira, por Nathália Cordeiro



Nathália Cordeiro, é natural de Pé de Serra, formada em psicologia pela Faculdade Ruy Barbosa, 25 anos, gosta do que é tranquilo e do que traz paz e acredita que Deus é o criador de tudo que há, inclusive das oportunidades de aprender, evoluir e de ser um sujeito melhor a cada dia.

Ela estará contribuindo a partir de hoje com o VR14 no espaço destinado a colunas, onde ele abordará diversas temáticas.

 Veja o primeiro texto “HIPOCRISIA virou a HIPOCRISE brasileira”.

Dois de fevereiro, um dia de fé para alguns, um dia de saudades e dor para outros. Morreu uma mãe, que não é a rainha do mar, mas a mulher de um cidadão, uma mãe, filha, tia, amiga e tantos outros adjetivos. E junto a esses acontecimentos, a hipocrisia do brasileiro ganha força, se mostra, destroça e nos faz acreditar que está ainda mais difícil mudarmos os rumos do nosso país.

Então, perguntei-me o que adiantou ir às ruas lutar por um país digno, sem corrupção, por saúde, educação, lazer, respeito, se muitos não têm a sensibilidade de colocar-se no lugar do outro, pois é levado pela impulsividade e tornar o discurso em defesa do Brasil num verdadeiro culto de fé à hipocrisia.

E a internet, é o canal de ataque. Linha direta para deturpar o sentido dos fatos e sapatear na dor alheia. A mídia é usada de forma tão indelicada, indiscreta, que viver e elaborar luto torna-se proibido. O fato da família Lula da Silva está sendo investigada, não anula o laço e o sentimento familiar que eles construíram, e por isso nesse momento merece respeito!

Aí, nesse instante, causas tão importante a serem conquistadas, se afogam no mar que não foi o de Yemanjá, mas da falta de respeito pela dor do outro. A hipocrisia renova suas forças, e toma uma dimensão de forte, que estou a me perguntar: o que vai acontecer de agora em diante? O que eu posso fazer? O que nós podemos fazer?
A primeira atitude da minha parte começou com uma reflexão: será que a música seria “hipocrisia, eu quero uma pra viver”?

Porque me parece que a palavra HIPOCRISIA virou a HIPOCRISIA brasileira, pois pedimos mais respeito pelo dinheiro público, no entanto não respeitamos nem a dor na unha do próximo, pois já achamos que é “frescura”. Criamos frases criticando o mau investimento na educação, porém não somos capazes de dá um bom dia ao nosso vizinho. Queremos lazer, contudo destruímos e poluímos as ruas, os parques, praias, represas. Pedimos por intervenções que venham diminuir a violência, mas usamos a violência verbal para denegrir a imagem de familiares, amigos ou de pessoas que talvez nem temos tanta intimidade assim.

É nítida a contradição, e me parece que ela é inerente a nós. Como aquela pinta que nasce no braço esquerdo, que nasce, cresce, desenvolve e por ultimo morre igual o ciclo vital.

E será que tem uma cura? Uma luz no final do túnel? Acredito que sim! Aprender a usar a hipocrisia ao nosso favor, e não para alimentar a nossa própria dor. Será fácil? Isso eu não sei, porém não custa nada tentar,Já que brasileiro não desiste nunca.

Por Nathália Cordeiro


O texto necessariamente não representa a opinião do VR14


Coluna - HIPOCRISIA virou a HIPOCRISE brasileira, por Nathália Cordeiro Coluna - HIPOCRISIA virou a HIPOCRISE brasileira, por Nathália Cordeiro Reviewed by VR14 on 09:13 Rating: 5

Destaque

Muita tradição e fé na Semana Santa em Mairi