PUBLICIDADE

COLUNA - (MA)rias, (MU)lheres, um MAR de forças, por Nathália Cordeiro



“Maria, Maria, é um dom, uma certa magia, uma força que nos alerta, uma mulher que merece, viver e amar, como outra qualquer do planeta”.


Começo este texto com pequeno trecho da música Maria, Maria de Milton Nascimento. Talvez, muitas pessoas possam interpretar a letra dessa música de inúmeras maneiras, mas, cada vez que eu a escuto lembro-me da força que existe na palavra mulher, bem como em ser mulher.


E por meio das minhas palavras quero homenagear, as mulheres, os que se sentem mulheres, e os que respeitam as mulheres. Quero que meu afeto descrito nestas palavras atinja as mulheres do campo, a operária, a executiva, as que têm longa jornada de trabalho, a lavadeira, a universitária, as bebês que acabam de nascer, as que morrem lutando, as pacientes oncológicas, as refugiadas da Síria, as Africanas, Indianas, as que têm um grito pedindo respeito entalado na garganta, as desconstruídas, as que lutam pelos seus direitos, as mães que criam seus filhos sozinhas, as casadas, viúvas, enroladas, as magrinhas, saradas, gordinhas, loiras, morenas, cacheadas, blacks, sorridentes, choronas, histéricas, românticas e as que têm direito de sentir prazer.


Meu abraço e força são para todas as mulheres. As que têm buscado seu espaço e lugar na sociedade, as que são impossibilitadas ou acomodadas quando o assunto é usufruir dos seus direito de mulher. Seja qual for o seu lugar, para ocupá-lo e sustentá-lo é necessário ter força para aguentar às doçuras e tristezas da vida.

Desejo que mulheres sejam sempre mulheres, com dom, magia, que nos alerta pra vida que passa, que merecem viver, amar e ser o que deseja ser sem padronizações de comportamento.
Desejo a você sociedade, desconstrução e quebra dos preconceitos, capacidade e maturidade pra entender que mulher tem direito de ser e buscar o que ela quiser.


Sobre a autora

Nathália
 Cordeiro, é natural de Pé de Serra, formada em psicologia pela Faculdade Ruy Barbosa, 25 anos, gosta do que é tranquilo e do que traz paz e acredita que Deus é o criador de tudo que há, inclusive das oportunidades de aprender, evoluir e de ser um sujeito melhor a cada dia.



COLUNA - (MA)rias, (MU)lheres, um MAR de forças, por Nathália Cordeiro COLUNA - (MA)rias, (MU)lheres, um MAR de forças, por Nathália Cordeiro Reviewed by VR14 on 13:07 Rating: 5

Destaque

Muita tradição e fé na Semana Santa em Mairi