PUBLICIDADE

Manifestantes pedem solução para o caso da professora Ienata, assassinada há 1 ano em Riachão do Jacuípe


A terça-feira (04) em Riachão do Jacuípe foi marcada por um manifesto a respeito da morte da Professora Ienata Rios cruelmente assassinada em sua residência no ano passado e ainda segue sem explicações que possam levar até o autor do crime.


Amigos, familiares e alunos participaram dessa manifestação pedindo justiça e maior mobilidade dos órgãos competentes para que elucidem o caso que até hoje segue sem respostas.  Em posse de uma faixa com os dizeres: “Justiça para Ienata! 1 ano de silêncio. Sem resposta, até aquando”? Eles seguiram da casa da professora no bairro Clériston Andrade, seguindo em direção ao centro da cidade, durante o trajeto populares se juntaram à manifestação. Uma oração foi feita em frente a Igreja Matriz, passando pela Câmara de Vereadores, seguindo pelas ruas centrais.       
                                                              

O primo da professora, Juscelino Rios ressaltou o apoio que a família recebeu neste manifesto e falou a respeito da dor dos familiares para encontrar respostas para o caso: “tivemos o apoio das escolas de Riachão, tivemos o apoio de grandes amigos lá de pé de serra, de toda região, até o momento não temos nenhuma solução para o caso, não temos resposta, um ano… A dor é muito grande, mas quando a gente sabe que os culpados são punidos nosso coração fica em paz mais um pouquinho, nós sentimos até o momento a sensação de impunidade”, disse.

Ele completou dizendo que a família procurou ajuda do Governo do Estado pedindo mais atenção ao caso: “nós já estivemos em audiência com o Secretário de segurança pública que é cargo de confiança dele (Governador), prometeu empenho, até o momento não temos nada concreto, não temos respostas, por isso solicitamos ao nosso Governador que dê mais um pouco de atenção ao caso”, completou.


Os manifestantes seguiram para a BR 324, o trânsito ficou lento no local, enquanto seguravam faixas e cartazes, todos clamaram por justiça. A manifestação contou com o apoio da Superintendência Municipal de Trânsito (SUMUT), Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal organizando o trânsito.





Fonte:  Jacuípe News
Manifestantes pedem solução para o caso da professora Ienata, assassinada há 1 ano em Riachão do Jacuípe Manifestantes pedem solução para o caso da professora Ienata, assassinada há 1 ano em Riachão do Jacuípe Reviewed by Jorge Henrique on 18:05 Rating: 5

Destaque

Muita tradição e fé na Semana Santa em Mairi