PUBLICIDADE

Serra Preta: Padre é vítima de racismo em áudio de WhatsApp


O padre responsável pela paróquia do município de Serra Preta, Gilmar de Assis, foi vítima de injúria racial em mensagem de áudio postada em um grupo do WhatsApp que reúne moradores da cidade. 

O caso foi denunciado desde o último domingo (04), pelo jornalista Evandro Matos, no Programa Viola, Sertão & Cidade, na Rádio Jacuípe, que recebeu mensagem de um ouvinte. Além de termos racistas, o agressor, ainda não identificado, faz ameaça de morte ao religioso recém-chegado à cidade. 

“Colocaram um negão embaçado, não é porque é negão, não, mas pense num padre burro, num animal. Um padre velho, preto, que colocaram agora […] ninguém sabe de onde veio, deve ter vindo dos infernos… pensa num preto burro, num jumento, num animal…” atacou a pessoa em mensagem no WhatsApp. 

No áudio a pessoa promete ainda “dar umas panadas de facão no padre que era para ele aprender”. A pessoa alega que o padre tem chamado a população de burra e besta e ‘reclama’ o povo. “Se eu fizesse parte de igreja ia enfrentar ele nas comunidades e chamar para conversar, e se ele desse de brabo iria dar umas panadas de facão bem na “cova” do “suvaco”, que era para ele aprender a respeitar o povo das comunidades”. No fim, a pessoa diz: “Se alguém aí no grupo achou que eu falei demais, desculpa aí”. 

Revoltados, moradores também usaram as redes sociais para repudiar a declaração com a hashtag #SomosTodosPadreGilmar. Uma internauta chegou a escrever “Vamos à luta Serra Preta, o racismo não é só com o padre, mas com a comunidade negra de Serra Preta”.

Ouça o áudio enviado às redes sociais:


Fonte: Interior da Bahia
Serra Preta: Padre é vítima de racismo em áudio de WhatsApp Serra Preta: Padre é vítima de racismo em áudio de WhatsApp Reviewed by VR14 on 10:49 Rating: 5

Destaque

Muita tradição e fé na Semana Santa em Mairi