Ministério Público exige que empresa refaça provas do concurso de Pé de Serra


A novela do concurso público da cidade de Pé de Serra está perto de ter um fim. Desde março que um grupo de 21 candidatos que fizeram o concurso foi formado para cobrar respostas da empresa, prefeitura e do Ministério Público (MP), em relação as irregularidades na aplicação das provas para os cargos de assistente social e enfermagem, dentre outros do referido certame.


A líder do movimento Roseni Carneiro, foi aprovada para o cargo de professora e vem sofrendo com a demora da convocação. De acordo com a candidata, foi constatado que as questões de informática do cargo de assistente social e enfermagem estavam iguais a de um concurso em outro município, portanto o Ministério Público exigiu que realizasse novas provas.

O Ministério publicou acionou o prefeito Antônio Joilson (DEM), para que o mesmo convocasse todos os aprovados em 72h, o que não foi cumprido pelo gestor.  Somente agora após o fim do prazo que a gestão enviou documento ao MP pedindo 10 dias para resolução do problema.

De acordo com o prefeito de Pé de Serra Antônio Joilson, já foi entregue a promotoria um documento informando sobre as medidas que serão adotadas sobre o concurso. “Tivemos uma reunião com o MP e ficou decidido o prazo de dez dias para que a empresa possa refazer as duas provas anuladas por ter sido constatado erros. Após a realização vamos homologar e convocar de acordo com a necessidade e vagas no município”, ressalta o prefeito.

Os demais aprovados de outros cargos, não terão necessidade de refazer as provas, apenas os candidatos de enfermagem e assistente social.


Fonte Jacuípe News
Ministério Público exige que empresa refaça provas do concurso de Pé de Serra Ministério Público exige que empresa refaça provas do concurso de Pé de Serra Reviewed by VR14 on 13:29 Rating: 5

Destaque

Muita tradição e fé na Semana Santa em Mairi