Bahiacoop: Maior evento do cooperativismo baiano chega a sua 5ª edição



Nos últimos dias 18 e 19 de outubro, representantes cooperativistas de toda a
Bahia participaram do V Bahiacoop – Encontro Estadual de Cooperativas Baianas.
Esse é o maior evento do cooperativismo no estado e não é por acaso. Reuniu cerca
de 300 participantes e teve como objetivo disseminar a cultura da cooperação,
fomentar o potencial das cooperativas para a realização de negócios e aprimorar a
relação entre cooperativas e seus cooperados.

Nesta edição o tema central foi “Os desafios das Cooperativas na organização dos
seus quadros sociais”. O destaque foi a presença do presidente da ACI (Aliança
Cooperativa Internacional), Ariel Guarco, que veio pela primeira vez ao Brasil após
iniciar seu mandato na instituição, para ministrar a palestra magna “Pertencimento
Cooperativista: União Capaz de Mudar o Mundo”, na abertura do evento no dia 18.
Para Guarco, esta foi uma excelente oportunidade de conhecer em profundidade o
movimento cooperativo baiano. “Acredito que a participação nessas reuniões nos dá
a possibilidade de entender melhor nosso potencial e os desafios que temos juntos.
Muitas vezes, as cooperativas são vítimas de um ambiente econômico desfavorável ao
desenvolvimento solidário, mas, na minha opinião, uma maneira de quebrar essa
tendência é construir fortes laços entre os cooperados, as cooperativas e instituições
específicas do setor”, comentou.



A abertura do Bahiacoop foi feita pelo presidente do Sistema OCEB, Cergio Tecchio,
que agradeceu entusiasmado a presença de todos e reforçou o quanto o
cooperativismo tem se desenvolvido no país, e a importância do evento para
promover a intercooperação e o fortalecimento do setor. Também deram as boas-
vindas ao público, o presidente da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras),
Márcio Lopes de Freitas, o presidente da Aliança Cooperativa Internacional - ACI,
Ariel Guarco, e o representante do Governo Estadual, José Paulo Crisóstomo, que é
o Secretário Executivo do Conselho Estadual do Cooperativismo.

Márcio Lopes expressou a sua satisfação de participar desse momento. Segundo
ele, “é uma maneira de ter a percepção do movimento do cooperativismo baiano e
acaba sendo uma referência para outros estados”. Ele também comentou ser
fundamental a escolha do tema relacionamento com o associado, pois “em um
tempo onde os valores, princípios, em especial a confiança, que está em baixa na
sociedade, você cultivar confiança, trazer mecanismos que cultivem, que criem, que
propaguem a confiança é fundamental para o desenvolvimento do cooperativismo”,
ressaltou.

José Paulo Crisóstomo falou sobre a relevância do cooperativismo na vida das
pessoas. “Na verdade nós temos o desafio na Bahia de mostrar, cada vez mais, os
casos de sucesso e começar a multiplicar, mostrando para as autoridades municipais,
para o legislativo, para os diversos membros do executivo, a importância do
cooperativismo na geração de trabalho e renda, na inclusão social, na promoção do
desenvolvimento, no apoio a tudo que faz com que melhore a vida das pessoas”, disse.

Sobre as palestras do dia 19

Para dialogar com o público sobre gestão, planejamento e valores cooperativistas,
também estiveram no time de palestrantes do V Bahiacoop: o líder cooperativista
nacional, João Paulo Koslovski, a assessora de ação educativa da Lar Cooperativa
(PR), Carmem Teresa Zagheti, e o filósofo e colunista do Jornal Folha de São Paulo,
Luiz Felipe Pondé.

“Planejar é decidir fazer”. Essa foi uma das reflexões trazidas pelo palestrante João
Paulo Koslovski, que também apresentou sobre as etapas que envolvem o
planejamento estratégico e qual o impacto no desenvolvimento das cooperativas.
Ele também falou sobre a experiência do Paraná na elaboração do planejamento
estratégico sistêmico do cooperativismo, desde a década de 70, destacando os
aprendizados e resultados alcançados.

Já para tratar sobre “Relacionamento com o Associado” com muita propriedade, o
evento recebeu Carmem Teresa, que compartilhou o trabalho que tem sido feito na
Cooperativa Agroindustrial Lar nas diferentes dimensões (econômica, social e
ambiental) para estimular a participação dos associados e funcionários na
cooperativa, com ações pautadas em valores e voltadas para a educação
cooperativista. “Fazer parte de uma maneira efetiva e afetiva”, disse Carmem em
vários momentos da palestra, expressando que esse é o compromisso da
cooperativa em promover o desenvolvimento econômico e social dos associados e
comunidade.

Para enriquecer, ainda mais, as reflexões sobre o tema, o associado e Coordenador
do Conselho Fiscal da Lar Cooperativa Agroindustrial, o jovem Adriano Finger,
contou sua história de vida e do quanto a participação na cooperativa tem
contribuído positivamente para a sua trajetória pessoal e profissional.
A última palestra foi de Luís Felipe Pondé sobre “A prática de valores
cooperativistas”. Ele envolveu o público com sua abordagem crítica sobre ética e
valores, principalmente no contexto da sociedade brasileira.

Participação das cooperativas



O Bahiacoop também abriu espaço para as cooperativas baianas fazerem negócios
por meio da exposição de seus produtos e serviços. Nesta edição participaram da
exposição as seguintes cooperativas: Lifecoop, CTES, Aerovan, Sicredi Salvador,
Sicoob Cooperbom, Uniodonto Salvador e Cooliba, além do Sicoob Central. O
Sistema OCEB aproveitou a oportunidade para montar seu stand com a identidade
visual do SomosCoop para ampliar a visibilidade desse Movimento que levanta a
bandeira do cooperativismo no Brasil.

A intercooperação também foi foco durante a apresentação dos casos de sucesso
das cooperativas baianas – Sicredi Região Sul da Bahia (Itabuna), Sicoob
Cooperbom (Salvador) e a Coopeb (Barreiras) - que desenvolvem boas práticas de
gestão e governança em suas áreas de atuação. A experiência da Sicoob Cooperbom
foi sobre as ações implementadas para promover a expansão do atendimento

nacional; já a da Coopeb foi voltada para a organização social com foco no
relacionamento entre cooperado e cooperativa; e a Sicredi Região Sul da Bahia
apresentou seu projeto que promove educação financeira para o público infantil.

Realização

O V Bahiacoop foi promovido pela OCEB (Sindicato e Organização das Cooperativas
do Estado da Bahia) e pelo Sescoop/BA (Serviço Nacional de Aprendizagem do
Cooperativismo no Estado da Bahia), com patrocínio da OCB (Organização das
Cooperativas Brasileiras) e apoio da Revista MundoCoop.

Acompanhe todos os conteúdos (fotos, notícias e apresentações) do V BahiaCoop
no site: https://ola.coop.br/bahiacoop
Por Ascom Sistema OCEB (Com informações da MundoCoop)

Fotos: Surpreender Eventos e Sistema OCEB
Bahiacoop: Maior evento do cooperativismo baiano chega a sua 5ª edição Bahiacoop: Maior evento do cooperativismo baiano chega a sua 5ª edição Reviewed by Jorge VR14 on 13:39 Rating: 5

Destaque

Muita tradição e fé na Semana Santa em Mairi