Raposa que vivia em residência em Ipirá é entregue ao INEMA


Uma raposa que foi resgatada ainda filhote e vivia em uma residência no município de Ipirá, foi entregue nesta quinta-feira (04) de Julho, ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA) com o apoio da @apaipirafieis4patas.
Apesar de bonitinho, o animal representa perigo à saúde humana e precisou ser entregue ao órgão responsável.
A raposa foi resgatada em dezembro de 2018 e de acordo com dona Cida, o animal na época parecia com um filhote de cachorro. Com o tempo ela começou a perceber algumas mudanças no pequeno animal.
De acordo com a mesma, ele começou a rejeitar alguns alimentos que ela oferecia e passou a comer apenas frango. Cida ficou muito triste com a despedida de Tinoco, porém criar um animal silvestre sem autorização é crime.
“As raposas podem transmitir doenças como raiva e tuberculose, sendo imprescindível o controle de animais como este”, disse o técnico Neilson do Inema, que cuidou pessoalmente de transportar o animal em segurança.
Por ser um animal silvestre que foi domesticado, a equipe do INEMA, transportou Tinoco para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), no Cabula em Salvador.
Tinoco passará por uma reabilitação, acompanhamento com veterinário e quando estiver pronto será devolvido a natureza.
Fonte Ipirá Noticias
Raposa que vivia em residência em Ipirá é entregue ao INEMA Raposa que vivia em residência em Ipirá é entregue ao INEMA Reviewed by VR14 on 11:58 Rating: 5

Destaque

Muita tradição e fé na Semana Santa em Mairi